Como emendar retalhos para fazer uma nécessaire. – Parte 1 –

Aproveitar retalhos e fazer coisinhas bonitas eis aí um dos fundamentos do Patchwork que, nem sempre, por mais simples que pareça, é tarefa assim tão fácil: emendar tecidos em diferentes formas geométricas, casando cores, padrões e técnicas é assunto e estudo para a vida toda, não é?

E quando falamos de acessórios como nécessaires, por exemplo, sabemos que ficam lindas e super alegres quando empregamos recortes e técnicas de Patchwork.
Daí que estava olhando o post anterior e uns pedacinhos que tenho ainda de tecidos da Eva e Eva de corujinhas (lembram-se delas?) e outros que combinam e parti para fazer uma composição simples em uma nécessaire mais simples ainda, mas a minha exigência para este trabalho é simetria, ao contrário de outras técnicas em que se unem os tecidos sem a preocupação com essa harmonia nas medidas.
Queria um painel de corujinhas no meio ladeado por tecidos listrados. E por querer que fossem simétricos veio a pergunta: emendo os tecidos primeiro e aplico o molde em seguida ou faço o molde e recorto a partir dele? Smiley indeciso Qual jeito fica melhor?

O que eu desejava era obter este resultado: simples assim….pero no mucho ….na hora das divisões…pois eu ainda pretendo fazer a frente e a parte de trás da bolsinha exatamente iguais, combinando direitinho os encontros de costuras na hora de aplicar o zíper, ou seja, um dos fundamentos do Patchwork.

IMG_4743

 

Portanto, resolvi fazer de um jeito mais demorado, mas seguro…Afinal, aqui tá chovendo pra caramba, cenário ideal para pequenas tarefas simples com pedacinhos de tecidos, a máquina de costura e, claro, vocês no respaldo das minhas ideias e da certeza que alguém será atingido positivamente com essa minha “reflexão” sobre o que é simples no Patchwork Alegre

Então, vamos lá! Peguei meu caderno quadriculado (sem ele não consigo fazer nada) e tracei um retângulo que cabia na folha: 22 cm de largura x 17 cm de altura. Seria neste pedaço de geometria básica que eu iria “decifrar a esfinge” ou “ser devorada por ela” (afemaria…..que exagero, hein??)

  • Daí que usei medidas que já são mais ou menos padronizadas nesses traçados:
    caixinha de leite (chanfrado) do fundo: 3 cm (3 quadradinhos do caderno Alegre )
  • Entrada na borda superior para traçar a lateral : 2,5 cm de cada lado. Fazendo as contas direitinho, da largura de 22 cm sobraram 17 cm, a largura real de minha nécessaire. Então, é sobre essas novas medidas (17 cm de largura x 14 cm de altura) que devo calcular as medidas de meus recortes de tecido, certo? Mesmo porque eu quero os dois lados da bolsinha (frente e costas) com o mesmo arranjo de tecidos e eles precisam combinar.

Fui riscando no caderno até achar a simetria que eu desejava:

IMG_4741 

O tamanho é de 17 x 14, daí cheguei às seguintes medidas:
* tecido de corujinhas no meio: 9 cm de largura x 14 cm de altura
* laterais listradas: 4 cm de largura x 14 cm de altura cada uma, são duas laterais, portanto somam 8 cm. 9 cm + 8 cm = 17 cm de largura. Certinho! Posso cortar?

No….Se fizer os cortes nessas medidas vai dar tudo errado, pode esquecer…..

Então, o que se deve fazer é cortar cada pedaço separadamente, emendar na máquina, criando um retângulo maior e só depois colocar o molde por cima e recortar. Certo?

Sim, esse foi o jeito que eu achei melhor para fazer, pois os riscos do molde devem combinar o melhor possível com as emendas feitas de seu patchwork.

Então, pensando melhor, devo cortar o retângulo central com margem de costura dos dois lados, ou seja, se ele mede 9 cm de largura vou precisar de um tecido com 11 cm de largura, deixando 1 cm de margem em cada lado. Claro que se o pé da máquina faz margem menor eu vou mudar o cálculo para que depois de costurado eu tenha 9 cm de largura.

Os tecidos laterais formam um meio triângulo, então eu preciso da largura da parte maior, ou seja, 6,5 cm que recebe mais 1,0 cm de margem de costura de um lado e também mais 1,0 cm de folga do outro lado para o corte do molde sem sustos. No meu gráfico eu marquei 7,5 cm de largura, mas o certo é 8,5 cm. Altura para todos os retângulos cortados é de 17 cm.

Vamos ficar com um retângulo assim:

IMG_4742

É bem importante acertar as medidas do retângulo central (corujinhas) para que fique com 9 cm de largura ou o mais próximo disto, pois veja que vamos usar o molde depois dos tecidos emendados.

Vou ficar por aqui, por enquanto. Hora de um cafezinho que ninguém é de ferro, né mesmo? E não se incomodem os experts que acham que essas explicações são óbvias… Nada é óbvio nesta vida e muitas meninas e meninos se atrapalham em detalhes mínimos por serem iniciantes e certas informações muito básicas a gente não encontra na Internet exatamente por serem muito básicas …Alegre

Expliquei meu raciocício aqui (se é que ainda tenho algum….rererererere….) na esperança de que ajude outros a fazerem o seu próprio caminho. No próximo post tem mais, ok??

Beijos

Comments

comments

Esta entrada foi publicada em Como emendar retalhos para fazer uma nécessaire. Adicione o link permanente aos seus favoritos.